I Formação para Comissões Regionais da Base Nacional Comum Curricular em Goiás

 

DSCF4068 compac

Na manhã da terça-feira 27/10, representantes das Comissões Regionais Goianas, juntamente com o Superintendente de Ensino Médio Profº Wisley J. Pereira, técnicos pedagógicos da SEDUCE integrantes dos GTs da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em Goiás e a Profª Luciana Carrielo da UNDIME se reuniram no Auditório da Área IV da PUC-Goiás com Italo Dutra Modesto, Diretor de Currículo e Educação Integral do MEC para a I Formação para orientar o trabalho a ser realizado em cada Subscretaria no interior do estado. Na ocasião também estiveram presentes especialistas representantes de Goiás que atuaram na elaboração do documento preliminar da BNCC junto ao MEC.

A abertura do evento contou com a exposição de dois vídeos: o primeiro ressaltou pontos como trabalho em equipe, harmonia e superação e o segundo, gravado pela Secretaria da SEDUCE Profe. Raquel Teixeira que mesmo em viagem fez questão de registrar o seu apoio ao trabalho que está sendo desenvolvido em Goiás. Na sequência o Superintendente Profº. Wisley lembrou que já houve a primeira reunião dos Grupos de Trabalhos da Comissão Estadual que estão se organizando para dar apoio ao trabalho das Subsecretarias em cada Regional. Lembrou ainda que ele acredita no trabalho em equipe das Subsecretarias em consonância com a Comissão Estadual da Base.

Convidado para orientar sobre o documento em questão Ítalo Dutra Modesto (MEC), contextualizou o processo de construção desse documento preliminar e a importância dele para a consolidação da equidade e qualidade da educação no Brasil. Em sua fala lembrou bem que a BNCC está orientada pelas Leis de Diretrizes e Bases (LDB, 2013) e que é necessário conhecer o documento preliminar para fazer chegar às escolas e à comunidade geral, não apenas sua divulgação, mas a compreensão do que ele representa para que cada escola possa interagir e contribuir via Portal, por área de conhecimento. Ítalo falou ainda sobre os principais aspectos previstos por cada Área do Conhecimento nas quais o documento se subdivide; explicitou o objetivo do desenvolvimento e exercício da Cidadania que permeia o documento preliminar como um todo por meio dos Temas Integradores (Consumo e Educação Financeira; Culturas Africanas e Indígenas, Ética; Direitos Humanos e Cidadania; Sustentabilidade; e Tecnologias Digitais).

Ainda em sua fala, Ítalo ressalta que se deve diferenciar Base (BNCC) de Currículo, segundo ele a Base é comum e deverá ser entendida como um ponto de referência curricular em nível nacional, ao passo que o Currículo é o que se deve produzir no cotidiano escolar, nas relações entre as pessoas da escola e no planejamento de professores. Esclarece ainda, que, não é real a ideia de que o Currículo tenha que ser definido por um documento, é o professor quem deve fazer o Currículo. É por isso, que segundo Italo, o conteúdo do documento da Base não pode substituir atividades curriculares, nem pode ser fechado, mas precisa ser completo e aberto para adequar-se a cada realidade. Finalmente conclui que o ponto fundamental é que haja aprendizagem e desenvolvimento dos alunos da Rede de Ensino Básico para que eles aprendam a cuidar do outro no meio ambiente e social e aprendam a cuidar de si, para uma vida plena.

A respeito da navegação no portal da BNCC, Luciana Carrielo (UNDIME) esclareceu as informações sobre como o mesmo está estruturado e comunicou a existência de um vídeo-tutorial com o objetivo de socializar o procedimento de conhecer e contribuir com o documento preliminar.

IMG-20151027-WA0016 compacDSCF4019-compac

Deixe uma resposta